09
março
2020
Destaque,

Dia Internacional da Mulher

O dia 08 de março como homenagem às mulheres foi oficializada pela ONU em 1975.

A par das discussões sobre igualdade, o fato é que esta data serve justamente para nos lembrar sobre o tratamento igualitário e melhores condições de trabalho.

Hoje é comum ver mulheres ocupando postos que antes eram preenchidos apenas pelos homens. Não há trabalho que não possa ser exercido por uma mulher.

Apesar disso, algumas pessoas ficam espantadas quando veem uma mulher em certos trabalhos. Recentemente, em uma viagem intermunicipal que fiz, o ônibus era conduzido por uma mulher. Alguns passageiros se espantaram com isso, outros chegaram a parabeniza-la pela conquista.

Após décadas de existência, a Justiça do Trabalho é, pela primeira vez, presidida por uma mulher. Em Dezembro/2019 a Ministra Maria Cristina Peduzzi foi eleita para a presidência do Tribunal Superior do Trabalho para o biênio 2020/2022.

Olhando toda a trajetória, é certo que tivemos grandes conquistas.
As mulheres passaram a ter garantidos os mesmos direitos que os homens.

Desde a Constituição de 1934 é garantida a igualdade salarial entre homens e mulheres. Apesar de pesquisas mostrarem que a escolaridade das mulheres é superior a dos homens, dados do IBGE apontam que no ano de 2018 a remuneração da mulher era de 79,5% do rendimento médio recebido pelo homem (¨1) .

No trabalho doméstico, as mulheres representam cerca de 80% do contingente de trabalhadores, mas somente em 2015, essa classe passou a ter os mesmos direitos que outros trabalhadores.

Infelizmente, muitas vezes as mulheres são preteridas para determinados cargos. Isto se deve ao fato/risco de que ela possa engravidar. Muitos empregadores pensam logo que ficarão sem a empregada durante o período da licença maternidade e por isso, acabam optando por contratar homens. Soma-se a isso o fato de que incumbe à mulher o cuidado com os filhos.

Mas esta realidade vem mudando. Diversas empresas têm aderido ao Programa Empresa Cidadã e com isso, garantido a extensão da licença maternidade por mais 60 (sessenta) dias.

Outro fantasma assombra as mulheres: o assédio. As mulheres são vítimas tanto de assédio moral quanto sexual. Muitas vezes, o crescimento profissional vem acompanhando de situações constrangedoras, onde a sua capacidade profissional é questionada pelo simples fato de ser mulher.

Não obstante todas as dificuldades existentes, as mulheres mostram todos os dias que possuem garra e determinação para conquistar seu espaço.

Enfim, parabéns a todas as mulheres que no dia a dia fazem valer a máxima “todos são iguais perante a lei”.


(¨1) Disponível em https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/23923-em-2018-mulher-recebia-79-5-do-rendimento-do-homem

Artigo elaborado pela sócia Adriana Pinton, 08.03.2020

Compartilhe
Comentários

Calendário

março 2020
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Acompanhe no facebook