04
agosto
2015
Clipping, Mídia,

Como o dia a dia no trabalho impacta seu humor no fim de semana.

Estar insatisfeito com o emprego pode prejudicar bastante o humor de alguém durante os dias úteis. Mesmo esses profissionais, no entanto, costumam comemorar a chegada do fim de semana e do tempo livre que os deixa se desligar do trabalho e usar as horas livres para praticar atividades de lazer na companhia de pessoas mais queridas que os colegas de empresa.

Mas um novo estudo aponta que a insatisfação com a rotina profissional pode ter um impacto ainda mais intenso do que o imaginado no humor de uma pessoa mesmo durante o fim de semana.

Publicado pelo National Bureau of Economic Research, dos EUA, a pesquisa foi desenvolvida por John Helliwell, professor na Vancouver Business School, no Canadá, e Shun Wang, da coreana KDI School of Public Policy and Management. Os pesquisadores usaram dados de uma pesquisa da Gallup realizada anualmente entre 2008 e 2012 com trabalhadores americanos para medir o “efeito do fim de semana” em diversas emoções — como felicidade, estresse e raiva — em profissionais com relações diferentes com o emprego.

Uma das descobertas foi que profissionais que gostam de seus empregos sentem menos esse efeito — ou seja, seu humor não sofre variação intensa entre os dias de semana e as folgas. “Em um ambiente de trabalho mais favorável, os profissionais tendem a sentir mais emoções positivas e menos negativas na comparação com pessoas que não gostam de seus trabalhos”, dizem os pesquisadores.

A pesquisa aponta que o fim de semana tem impacto maior nas emoções negativas: o nível de estresse diminui em 32% na comparação com os dias de semana, enquanto a raiva e preocupação caem cerca de 24% cada. Já os níveis de emoções como prazer e felicidade aumentam nos fins de semana, mas em menor proporção, chegando a uma variação de no máximo 7%.

Quando os pesquisadores analisaram separadamente os dados de profissionais que se diziam satisfeitos com o trabalho e aqueles que não gostavam do dia a dia profissional, viram que cerca de 75% da variação apresentada em emoções como felicidade e prazer podia ser explicada pela satisfação no trabalho, enquanto não mais do que os 25% restante são atribuído ao contato que a pessoa tem com amigos e familiares durante o fim de semana.

O estudo também revela que profissionais que trabalham em tempo integral sentem os efeitos do fim de semana com até duas vezes mais intensidade do que aqueles que trabalham em meio período.

Fonte: Valor Econômico, por Letícia Arcoverde, 04.08.2015

Compartilhe
Comentários

Calendário

agosto 2015
S T Q Q S S D
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Acompanhe no facebook