08
agosto
2019
Clipping, Notícias,

Para jovens, empresas não fazem o que falam.

Pesquisa mostra que apenas 22% dos profissionais em início de carreira vê coerência entre o discurso e a prática das organizações.

Independentemente da formação ou da idade, é alto o percentual de jovens brasileiros que não acredita que as empresas fazem o que falam. Somente 22% deles vê, com frequência, coerência entre o discurso e a prática e apenas 37% confiam que a empresa em que trabalham é transparente. Os dados estão na pesquisa Carreira dos Sonhos 2019, realizada pela Cia dos Talentos, e que entrevistou 96.827 brasileiros —— sendo 78% estudantes ou recém-formados.

“A pesquisa mostra que é justamente a relação de confiança que mais precisa ser desenvolvida nas empresas atualmente”, afirma Sofia Esteves, presidente do conselho do grupo Cia de Talentos, lembrando que os profissionais de média e alta liderança entrevistados compartilham incômodos similares aos dos jovens em início de carreira. Do total de 15.888 coordenadores e gerentes plenos entrevistados, 84% deles não enxerga, com frequência, coerência entre discurso e prática. Na alta liderança, esse percentual é de 82%.

“Sem confiança, ninguém arrisca, você não engaja, não erra e não inova. Se as empresas não trabalharem novos modelos de gestão, não vão conseguir acompanhar as transformações”, diz Sofia. Um dos caminhos, para ela, é descobrir o que faz aumentar a confiança dos jovens profissionais com as empresas e o que os faz se sentir engajados.

Essa resposta, segundo Sofia, encontra-se fora dos escritórios. “O que os faz se sentirem parte de algum grupo, seja no esporte ou até na religião, atualmente? Ao mesmo tempo, o jovem precisa perceber que o que ele busca fora pode estar dentro das empresas”.

A Cia de Talentos em parceria com a McKinsey, realiza hoje o 4º Encontro Nacional Líderes do Amanhã 2019, em São Paulo, que deve reunir 350 profissionais — de jovens a CEOs — para refletir sobre esses questionamentos. Serão montadas mesas de discussão, que reunirão um jovem profissional, um representante de RH e um líder, diretor ou presidente. Entre as empresas participantes, estão Google, Unilever e Itaú Unibanco. Cada grupo vai conversar sobre os desafios que as empresas têm para construir um ambiente mais flexível, autônomo e que aumente a confiança entre todas as partes do negócio. As informações de todas as mesas serão compiladas e, ao final do evento, um documento será divulgado ao mercado.

Fonte: Valor Econômico, por Barbara Bigarelli, 08.08.2019

Os artigos reproduzidos neste clipping de notícias são, tanto no conteúdo quanto na forma, de inteira responsabilidade de seus autores. Não traduzem, por isso mesmo, a opinião legal de Granadeiro Guimarães Advogados.

Compartilhe
Comentários

Calendário

agosto 2019
S T Q Q S S D
« jul   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Acompanhe no facebook