24
janeiro
2019
Clipping, Notícias,

Há pouca diversidade nas empresas de tecnologia.

Empresas de tecnologia se recusaram, por muito tempo, a divulgar a composição demográfica de seus quadros de funcionários, alegando que estariam revelando segredos comerciais. Os maiores grupos, no entanto, começaram a divulgar informes sobre diversidade em 2014, depois da pressão de funcionários e ativistas.

Passados cerca de quatro anos, as empresas mostram lentidão em mudar. Suas forças de trabalho são predominantemente masculinas e brancas ou asiáticas, especialmente nos cargos de liderança, de acordo com os dados das empresas.

No Google, 53% dos funcionários nos EUA são brancos e 36% são asiáticos, segundo dados mais recentes. Mundialmente, 31% são mulheres. Entre os cargos de liderança, nos EUA, 67% são brancos e 26% asiáticos; mundialmente, homens ocupam 75% desses cargos. No Facebook, 36% dos funcionários no mundo são mulheres; nos EUA, 47% são brancos e 41%, asiáticos. Nos cargos de liderança, 30% são mulheres, 70% são brancos e 22% são asiáticos.

As empresas também têm sofrido pressão para revelar mais informações sobre salários. Uma pesquisa da Hired concluiu que as diferenças já começam na contratação. Candidatos homens receberam ofertas de salários maiores do que mulheres pelos mesmos cargos 63% das vezes. Em média, as mulheres recebem ofertas 4% mais baixas.

Fonte: Valor Econômico / Financial Times, por Shannon Bond, 24.01.2019

Os artigos reproduzidos neste clipping de notícias são, tanto no conteúdo quanto na forma, de inteira responsabilidade de seus autores. Não traduzem, por isso mesmo, a opinião legal de Granadeiro Guimarães Advogados.

Compartilhe
Comentários

Calendário

janeiro 2019
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Acompanhe no facebook